Post

ìcone whatsapp

Coronavírus na África do Sul: Oração, entrega de Bíblias, alimentos e remédios

“Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé.” (Gálatas 6:10)

Para tentar deter o avanço do coronavírus, o presidente da África do Sul decretou uma rígida medida de isolamento entre os dias 26/03 a 16/04, onde é permitida apenas a circulação de profissionais da saúde, policiais e pessoas autorizadas. A população somente poderá sair de casa se for extremamente necessário, mediante o preenchimento de formulários requeridos.

Um breve relato sobre o país: Com 55 milhões de habitantes, cerca de 25 milhões de pessoas vivem em favelas, as quais não possuem saneamento básico e energia elétrica. O país apresenta sérios problemas ambientais e de saúde, devido à falta de gestão do lixo e saneamento básico. A taxa de desemprego está em torno de 50%. O Sul da África é o país mais desigual do mundo, além de ser considerado a capital mundial do estupro e o país com o maior número de pessoas vivendo com HIV/AIDS do mundo. Ainda, é o país do continente africano que mais acolhe imigrantes e refugiados e possui por volta de 3,7 milhões de crianças órfãs.

Diante deste cenário, o ministério Todas as Nações esteve nos dias 25 e 26 de março visitando e orando com famílias carentes do Ikageng/Townships (bairros de latas), em especial com os domésticos da fé (pastores, líderes e famílias das crianças que participam das ações evangelísticas), além de distribuir Bíblias, remédios e cerca de 30 cestas de alimentos, incluindo produtos de higiene.

Glorificamos ao Senhor por esta oportunidade de levarmos o Pão da Vida, Cristo Jesus, o único que sacia o nosso espírito e nos supre em todas as coisas, bem como agradecemos aos irmãos em Cristo que nos têm apoiado nesta missão evangelística.

Estejamos todos em oração pelo continente africano. Faça parte deste ministério você também!